Mercado & Consumo

27 Abr 2012

Preços e vendas maiores elevam lucro da Grendene em 29%

Com um aumento de 28,3% nas exportações e de 26,6% nas vendas domésticas, a Grendene encerrou o primeiro trimestre de 2012 com uma receita líquida de R$ 395,8 milhões.

 

Na comparação com o mesmo período de 2011, a cifra registrou alta de 25%.

 

O volume de vendas no mercado interno aumentou 32,2%, com um preço médio 4,2% menor. Já o volume de exportação subiu 11%, com um valor médio 15,7% maior, conforme informado pela Grendene.

 

No total, foram vendidos 40,8 milhões de pares de calçados, com um preço médio de R$ 12,39, 2,5% acima do primeiro trimestre de 2011.

 

Segundo a empresa, a recuperação do consumo no mercado interno "com a elevação do salário mínimo e um portfólio de produtos mais ajustado à conjuntura econômica permitiram à Grendene ganhar mercado e crescer".

 

Já no mercado externo, a evolução da demanda ficou dentro das previsões, com a taxa de câmbio mais favorável proporcionando um aumento dos preços.

 

A Grendene infromou ainda que manteve a liderança nas exportações, com uma fatia de 43,5% dos calçados brasileiros exportados no primeiro trimestre deste ano, contra 39,2% um ano antes.

 

Lucro e Ebitda

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Grendene aumentou 48,8% no período em questão, somando R$ 63,1 milhões.

 

Da mesma forma, o lucro líquido passou de R$ 63,5 milhões para R$ 82,1 milhões, marcando um crescimento de 29,1% na base de comparação anual.

 

Com os resultados, a empresa decidiu manter as metas anunciadas para o período de 2011 a 2015, de crescimento médio anual de 8% a 12% na receita bruta e de 12% a 15% no lucro líquido.

 

Fonte: Brasil Econômico

Carrinho de ComprasCarrinho de Compras: 0 item(s)